Entrevistas Videos

Os bastidores da sessão: entrevista com William Gabriel, o “Abobadinho”

em
7 de maio de 2013

Em março, o Bmxer William Gabriel veio de Blumenau para São Paulo para praticar street no centro da cidade e realizar outros projetos. Durante uma sessão na Praça Roseevelt conheceu Marcelo e Danilo Rios – o encontro inusitado resultou em um webvídeo na qual “Abobadinho” mostra muita técnica e potência em picos cabreiros da cidade.

O vídeo foi gravado em apenas dois dias, pois William Gabriel se machucou em um corrimão na Móoca. Mas podem ficar tranquilos, porque a parceria promete mais novidades.

Confira uma entrevista com o piloto, em que ele conta como foi o processo para gravar o vídeo em parceria com o EAL e o que anda planejando.

Como surgiu a ideia de gravar um vídeo em parceria com o EAL?

Não nos conhecíamos, já tinha ouvido falar muito do Danilo e do Marcelo Rios, tanto pelos trabalhos de filmagem e edição, que sempre tiveram ótimos resultados, mas por serem boas pessoas. Fui pra São Paulo no intuito de andar e fazer uns trabalhos que pretendia conseguir pelo centro, então nos encontramos na Praça Roosevelt por acaso e trocamos muitas idéias. Decidimos que no outro dia pela manhã começaríamos a filmar.

E você conseguiu muitos clips em apenas dois dias. Como foi a rotina para gravar o vídeo?

Cara, foi sofrido! Fomos pela manha andar na Roosevelt e a primeira linha do vídeo foi a primeira que eu fiz mesmo. Estava muito quente, muito mesmo, mas estávamos bem concentrados em pegar boas imagens e eu andei até meu corpo não aguentar mais. Os dois dias foram bem cansativos. No segundo dia, eu estava com meu pé muito machucado, deixei de fazer algumas coisa que começamos, pois desistia no meio das filmagens porque não aguentava a dor. Mas continuamos gravando, Danilo e o Marcelo sempre colocando muito pilha, isso ajudou bastante.

Todos os clipes ficaram bem legais. Você mostrou um role muito técnico e agressivo, mas aquele drop de bar spin em uma escadaria gigantesca foi realmente assustador. O que passou pela sua cabeça para jogar aquela manobra?

Estávamos procurando uma escadaria bem grande para um truck drive. Na verdade, nem tinha percebido que a escada era “dropável “. O Marcelo me perguntou se eu fazia, um barspin ali e eu disse que sim. Subi lá em cima, vi que a velocidade era suficiente e fiz! Foi a mesma sensação de pular um dirt de bar spin.

Legal. E como é sair de Blumenau e ir para São Paulo praticar street? Afinal, Blumenau é uma cidade pequenna e São Paulo é gigante. Você gosta de vir para São Paulo?

Sim, São Paulo é enorme, gosto de andar em São Paulo pela variedade de picos na rua, tem vezes que os lugares são longes e tal, mas com certeza é uma das cidades que tem mais obstáculos de rua no Brasil. Blumenau é uma cidade pequena comparada a São Paulo, não temos tantos picos, mas temos varias cidades ao nosso redor, sempre da pra fazer pequenas trips. O lado ruim de SP é o caos, muita gente, carro, mendigo e tudo mais. Mas são coisas que dá pra relevar quando se tem ótimos lugares pra dar um bom role.

Como foi ir para o Simpel Session 2012? Como é competir junto com o pessoal do park? Você acha justo misturar as duas categorias?

Foi uma das melhores coisas que já fiz na minha vida. Muito bom viajar, conhecer vários caras que sempre quis ver, conversei, fiz amizade, andei junto. Muito bom mesmo, pretendo viajar mais vezes. Não sei se iria para o Simpel Session de novo, porque campeonato, ainda mais daquele nível é muita pressão, gosto de andar com os amigos, curtir e dar risada e lá não é muito assim. São poucos que se divertem andando. Não acho justo misturar, tem muito poucos pilotos que andam em praticamente tudo, se só fossem convidados este tipo de piloto, daí sim seria justo. Em 2013, o Devon Smillie merecia uma colocação muito melhor, por isso e outros motivos acho que deveria separar, não porque parkeiro é pior ou melhor, mas sim pra ser uma forma mais justa de julgamento.

Deixa um recado final e fala qual são seus planos pra 2013?

Valeu e obrigado aí pelas perguntas, esse ano pretendo filmar um vídeo um pouco mais cabuloso com a EAL, veremos as datas e tudo, para que possamos filmar em mais dias, com certeza vai ser melhor que este!

Texto: Victor Sousa
Foto: Marcelo Rios

TAGS
Parceiros

Anuncie aqui!
@ealbmx Instagram
Facebook

Mídias Sociais